O processo de comunicação corporativa (4/4)

7 de junho de 2010

O processo de comunicação corporativa, simplificando ao extremo, se compõe de quatro fases:

  1. Entender o contexto
  2. Traduzir o contexto
  3. Produzir conteúdo
  4. Comunicar

Numa sequência de quatro blogadas estaremos abordando sinteticamente cada uma dessas quatro fases.

========================================================================================

Comunicando

Augusto Pinto

Comunicar no século XXI é um dos processos mais difíceis do mundo corporativo, até porque implica num bocado de subjetivismo. Se a comunicação em questão for do tipo “um para vários, ou muitos”, do tipo apresentação de vendas, reunião de diretoria, reunião de conselho, seminário executivo, congresso, etc, os aspectos apresentador (principalmente), audiência, local e, evidentemente, o material da apresentação, são fundamentais. Não vou me estender no desafio das apresentações corporativas porque certamente o Fran o fará (é a praia dele).

Vou falar então da execução das campanhas de comunicação, tomando como base o tipo de campanha que nossa empresa, a Polvora! Comunicação, costuma fazer: as campanhas interativas. No caso deste tipo de campanhas, passado o momento da criação, das sacadas, escolhidas as mensagens que deverão ser passadas, o passo mais importante antes da execução (parte do planejamento) é a escolha da chamada plataforma de comunicação.

Continue lendo »

Anúncios

O processo de comunicação corporativa (3/4)

21 de maio de 2010

O processo de comunicação corporativa, simplificando ao extremo, se compõe de quatro fases:

  1. Entender o contexto
  2. Traduzir o contexto
  3. Produzir conteúdo
  4. Comunicar

Numa sequência de quatro blogadas estaremos abordando sinteticamente cada uma dessas quatro fases.

==============================================================================

Produzindo conteúdo

Augusto Pinto

Não resta dúvida, que de todo o trabalho, é esse que o cliente mais percebe. Sejam PPTs, uma peça de publicidade, e-mail marketing, ou marketing promocional, nosso cliente tende a achar que o valor está naquilo que ele vê. Esse tipo de engano resulta, às vezes, em conteúdos espetaculares, prontinhos para ganhar um “Leão de Ouro”, mas que não atingem seu público-alvo.  Vocês se lembram da campanha da Sukita para a TV, um verdadeiro blockbuster, onde um “tiozinho” tentava paquerar uma gatinha no elevador? Apesar do enorme sucesso, esta campanha não aumentou as vendas da Sukita.

Continue lendo »


O processo de comunicação corporativa (2/4)

13 de maio de 2010

O processo de comunicação corporativa, simplificando ao extremo, se compõe de quatro fases:
1.    Entender o contexto
2.    Traduzir o contexto
3.    Produzir conteúdo
4.    Comunicar

Numa sequência de quatro blogadas estaremos abordando sinteticamente cada uma dessas quatro fases.
========================================================================================

Traduzindo o contexto

Augusto Pinto
Traduzir o contexto é mais do que criar. Nas agencias de publicidade geralmente existe um diretor de criação e um diretor de arte. A parte que usualmente associamos à criação é a arte. Mas, antes que qualquer gênio produza uma baita peça, daquelas que ganha prêmio em Cannes, é preciso que alguém entenda o brief do contexto e tenha uma ideia. Ter ideias é criar, a arte vem depois; a arte já é produção de conteúdo.

Continue lendo »


O processo de comunicação corporativa (1/4)

29 de abril de 2010

O processo de comunicação corporativa, simplificando ao extremo, se compõe de quatro fases:
1.    Entender o contexto (muitos preferem a expressão fazer briefing)
2.    Traduzir o contexto
3.    Produzir conteúdo
4.    Comunicar

Numa sequência de quatro blogadas estaremos abordando sinteticamente cada uma dessas quatro fases.
========================================================================================
Entendendo o contexto

Augusto Pinto
Todo mundo acha que o grande desafio da comunicação é a criatividade, implícita na tradução do contexto. Ledo engano. É óbvio que a criatividade é fundamental na comunicação, mas sem entender o contexto criaremos a mensagem brilhante para vender o produto errado, ou para vender o produto certo para o público errado.

Continue lendo »